Monthly Archives: Abril 2014

Quadro de memórias

Definitivamente eu sou uma pessoa que gosta do passado! Não quer dizer que eu não pense pra frente… mas de verdade, as lembranças me alimentam demais! Sempre amei ouvir meu pai e os irmãos dele contando o que aprontavam na infância em Porto Alegre e como deixavam minha avó de cabelo em pé! Adoro ler as cartas que eram trocadas pelo meu avô e minha avó quando ainda namoravam. Cuido com muito carinho dos vídeos que temos da nossa infância…

Além das histórias contadas, os objetos me trazem muito esse sentimento gostoso de ter raízes e de ter tantas histórias dentro da minha história… Minha casa é cheia de objetos que pertenceram a outros familiares: a caixinha de pintura e os pincéis da minha avó; móveis do casamento da minha outra avó; as latas em que ela guardava chocolates pros netos; a raquete de tênis que minha mãe usava quando era criança, toalhas feitas pela avó do Léo… nossa, se for pra listar tudo, esse post não acaba!

E no ano passado eu encontrei algumas colheres e utensílios de cozinha super antigos e lindos! Separei alguns e guardei pra um dia fazer alguma coisa com eles… Um tempo depois veio a ideia de fazer um quadro de memórias para colocar na cozinha! E olha ele aí…

Quadro de memórias

Bom, vaiquê alguém tem coisas parecidas da família guardadas ou comprou talheres em algum antiquário e tem pena de guardar na gaveta… aí vai o passo a passo se quiser fazer igual.

Pra começar, o que me tomou mais tempo foi achar o quadro! Fui em 3 moldurarias e não encontrei moldura que tivesse profundidade suficiente para alguns desses objetos. Mesmo se eu deixasse de fora os mais gordinhos, a moldura me custaria algo em torno de R$140,00. Aaaaiiii!! Adivinha onde eu fui? Na loja que vende caixinhas de madeira para artesanato aqui perto de casa. Como sempre, eles me salvaram! Dei as medidas que eu precisava – largura já imaginando o paspatur, altura e profundidade. Eles fizeram exatamente como eu queria, pelos bem melhores R$30,00! Essa calha na lateral é por onde vai entrar o vidro.

quadroO quadro veio cru assim, só no mdf, mas pintar isso é mumu! Usei inclusive as tintas que sobraram da obra aqui de casa. Incenso de Sândalo das paredes e Mar de Buriti, das semalhas internas, ambas da Suvinil. Primeiro dei 2 demãos do claro em todo o quadro, porque se não fizer isso, fica mais difícil pra chegar no tom desejado pro “azul”. Essa é uma dica importante: sempre passe um fundo claro antes de pintar com a cor que você quer como resultado final!

QuadroEu poderia colocar as colheres simplesmente nesse fundo de mdf claro, mas eu queria um pouco de textura. Ahann!… Tinha umas “placas” de papel com, não sei… muitas g de gramatura guardadas há uns 15 anos aqui em casa, de uma exposição de fotografia que meu pai organizou. Achei que era uma boa hora para usá-las! Marquei e cortei com estilete um pedaço para o fundo e uma moldura para servir de paspatur (este último acho que também daria para pedir em alguma molduraria na medida desejada).

Quadro de memóriasEstão vendo que tive que desviar de algumas marcas de fita, mas deu certinho…

Decidi colar esse papel no fundo do quadro com fita dupla face da 3M, mas poderia ter sido com cola branca também. O caso é que eu sou meio apressada e não queria esperar até secar a cola! Como meu papel era bem grosso, não teria problemas, mas se o papel for de 200g, por exemplo, acho que vale a pena fazer com a cola.

Quadro de memórias

Agora é que vem a parte mais divertida! Eu adoooro carimbos! Escreva alguma coisa para deixar o quadro ainda mais pessoal. Se não tiver esses carimbos de letras, escreva com caneta mesmo, ou faça uma impressão no papel antes de colar ele no fundo…

Quadro de memórias

Quadro de memórias

E o meu Pedroca, sempre por perto… Eu acho muito gostoso ouvir dele: “Mãe, tá ficando lindo!”; “Você faz coisas lindas!”… tem elogio melhor do que esse?…

Quadro de memórias

Para fixar as colheres no fundo, decidi usar a fita dupla face mesmo, que é transparente. E deu certo! Ela é super potente! Nem sinal de quererem descolar… Depois foi só colocar o vidro (que me custou mais R$15,00). Eu recomendo que dê uma pesquisada antes de comprar vidro, porque achei uma variação de preço de quase 300% entre as lojas! Para um vidrinho como esse tudo bem, mas se o vidro for maior, a diferença pode pesar!

Para facilitar o posicionamento do paspatur e do vidro juntos, colei os dois com alguns pontos de fita dupla face também, que ficou escondida atrás da moldura. Depois é só pendurar na parede! Aqui ficou pertinho do nosso fogão à lenha. Com esse friozinho chegando, logo ele vai voltar a trabalhar…

Quadro de memóriasPra vocês verem como eu gosto de reaproveitar, olhe aí o registro da ventilação do nosso fogão à lenha. Era do antigo filtro da piscina da casa dos meus pais… As flores são de Tiradentes – Lindas!

Quadro de memórias

Eu olho esse quadro e fico pensando na minha Bisavó fazendo ravioli, no Léo aprendendo a comer sozinho, nas noites em claro da minha mãe quando minha irmã mais velha ficava doente (olhe que massa essa colher de remédio aí embaixo! Não dá pra ver, mas tem um furinho na ponta).

Quadro de memóriasE outros detalhes… Viram como a fita dupla face quase nem aparece?

Quadro de memóriasQuadro de memórias

Bom, a ideia está lançada! Quem sabe fica bacana na sua cozinha?…

Add a comment...

Your email is never published or shared. Required fields are marked *

Casinha de pano embaixo da escada

Decidi compartilhar uma coisa que já não é novidade aqui em casa, mas que ainda faz sucesso com a tchurma. Uma casinha de pano que fizemos para aproveitar o espaço vazio embaixo da escada. Na verdade, desde que montamos a escada, eu já imaginava ali uma casinha e um escorregador. Este último ainda não saiu, mas a casinha já está incorporada ao cenário da casa! Ela foi toda feitinha à mão, nas noites, depois que o Pedro dormia…

casinha de panoPara prender nos pilares de madeira eu costurei nela um dos lados de um velcro e o outro lado e foi grampeado na madeira. Assim eu posso tirar pra lavar de vez em quando.

casinha de panocasinha de pano

Nessas fotos dá pra perceber que ela tem um pesponto e passarinhos costurados à mão. Para os arbustos, verde em dois tons, costurados com zigue-zague. Olhem em detalhe:

Casinha de pano

Que tal? Será que não tem algum espaço menos usado da sua casa pra criar um cantinho especial pros baixinhos?…

Add a comment...

Your email is never published or shared. Required fields are marked *

FAVORITOS DE TODOS OS TEMPOS