Mini férias em família – Urubici

Eu nunca fui o que se pode chamar de A puxadora do bloco de carnaval… Se me perguntarem se eu prefiro montar minha barraquinha no meio do mato ou ver o desfile na Marquês de Sapucaí… eu agarro pra ontem os espeques e o fogareiro! Me julguem! Hoje em dia eu assumo com tranquilidade a minha tendência a procurar programas mais fora do circuito. Pelo menos enquanto meus filhos não crescem o suficiente pra saber a farra que pode render um carnaval bem curtido…

Pois o que fizemos nesse feriado? Fugimos pra Serra! 😉

Fomos com a parte catarinense da família para Urubici. É até difícil descrever o tanto que nos divertimos! Andamos à cavalo, tomamos banho de rio, banho de cachoeira, tiramos leite de vaca, acordamos com galo cantando, andamos de bike, visitamos plantação de orgânicos, nos apavoramos com as plantações de não-orgânicos… até procurar uma terrinha lá pra chamar de nossa nós procuramos!

Um feriado para nos deliciarmos com a quantidade de verde da paisagem e pra lembrar como é bom passar mais tempo menos conectados (interneticamente falando)!

Eu tenho muitas coisas pra compartilhar com vocês nas próximas semanas, mas parece que eu não ia conseguir seguir em frente se não desse um rápido intervalinho pra mostrar um tiquinho da nossa curtição. Pode ser?

Quem me segue lá no Insta ou no Facebook já viu um pouco do que rolou. Não segue? Ah, vai lá, né?…

Meus pais sempre gostaram muito do climinha de fazenda. Até um cavalo em casa nós tínhamos! Vira e mexe eles botavam a filharada toda no bagageiro e subiam a Serra pra fazer exatamente o que fizemos nesse feriado. E, de fato, várias vezes ao longo desses dias, as lembranças da infância me pipocaram na cabeça. Sabe qual em especial? O barulho da criançada conversado alto em meio ao barulho do rio correndo… Ai, minha nossa… essas são coisas que me deixam de sorriso frouxo!

Com sorte os meninos também guardarão um punhado de boas lembranças desse nosso passeio. Pode ser que eles se lembrem da coisa boa que é a cosquinha que faz na mão dar comida na boca do cavalo; ver como se faz uma coalhada; saber como fica uma arvorezinha carregada de maçãs; ver uma população de vagalumes; sentir o galope do cavalo; boiar e se deixar levar na correnteza do rio; conhecer de perto o sapo boi; andar por trás de uma cachoeira…

Morro de curiosidade de saber como serão meus filhos daqui a uns 20 anos. Como serão processadas essas vivências?

O que eu sei, por enquanto, é que… vamos que vamos! O carnaval já passou… parece que agora o ano está autorizado a começar, né? hihihi…

Até logo!

Você também poderá gostar de:

Add a comment...

Your email is never published or shared. Required fields are marked *

POSTS RECENTES

FAVORITOS DE TODOS OS TEMPOS