Reaproveitamento – aqui tem!

Ô, minha gente… Tô voltando por aqui depois de muuuito tempo! (tomara que alguém tenha sentido falta! Rs) Não, eu não abandonei o barco! Na verdade, eu já estava aqui tremendo, suando frio de abstinência, mas há 2 semanas que eu tentava resolver um problema com o blog – ele estava numa lentidão sem fim e toda noite, quando eu sentava para tentar resolver o problema, adivinhem o que acontecia?… eu dormia em cima do teclado enquanto esperava a página carregar! Kkkkk… essa barriguinha aqui não tá me dando moleza! Mas agora eu tô de volta pra matar minha saudade!!! Preparem-se – tenho um bocado de coisas bacanas pra dividir aqui com vocês!

Pra começar, vejam só como modificamos uma cômoda antiga pra usar no quarto do Rafinha!

Cômoda reformada

Ela tem mais de 40 anos. Já foi da minha irmã quando criança, ficou muito tempo guardando ferramentas da minha mãe, depois mudou de cidade comigo quando fui estudar fora, voltou para a casa da minha mãe e, finalmente, foi usada como trocador e cômoda no quarto do Pedro e do Caetano – até a reforma do quarto deles.

Mas tinha uma coisa que eu realmente não gostava nela. Como era muito antiga, as gavetas não escorregavam direito. O sistema não era de corrediças. Decidi fazer uma nova! Orçamento – R$1.200,00! Hmmm… será mesmo que não dá pra dar um jeito?

Cômoda reformada

Cômoda reformada

Como ela tinha uma estrutura muito boa, de madeira maciça, decidi que convenceria o marceneiro a dar um trato nela! Reformar as gavetas! Em princípio, ele ia usar a própria madeira das existentes, mas como tinha muitos pregos enferrujados e estava bem frágil em alguns lugares, acabou refazendo todas, mas aproveitando toda a estrutura externa – custo total: R$ 350,00! Ahá! Melhorou um bocado, hein?

Eu ainda não tinha decidido a cor, mas sabia que queria uma bem alegre! Pedi pra fazer a frente das gavetas em pinus e ele passou thinner no resto pra tirar a camada de verniz e lustra-móveis que se acumulou com o tempo. Assim ficou pronta pra receber a pintura.

Cômoda reformada

Cômoda reformada

E a cor escolhida foi… verde maritaca, da Suvinil (a base de água)!

Antes dela, eu passei 2 demãos de tinta branca, pra ficar mais fácil de chegar na cor viva que eu queria. Essa é uma dica preciosa! Sempre – uma base branca vai garantir que a cor que você pintar seja mais fidedigna à que você escolheu pela cartela de cores!

Depois, mais 2 demãos da tinta verde, com uma lixadinha de leve entre elas, pra diminuir a rugosidade. Sem mistérios, né?

O resultado é que com um total de R$ 400,00 acabamos com uma cômoda de cara nova e gavetas que vão e vêm com a maior facilidade! Ô, beleza!

Cômoda reformada

Tem aí um móvel pra reformar em casa? Ah, já sei… não dá porque é de madeira laminada, como a maioria dos móveis mais novos… Pois pode preparar os pincéis! Olhem essas dicas que a Mandi, do Vintage Revivals, deu sobre como pintar um móvel laminado.  É tudinho em inglês, mas se precisar, dá pra usar um tradutor qualquer pra entender! Vale a pena! Digam aí se o resultado não ficou show de bola?

Gente, reformar um móvel é legal acima de tudo porque é ecológico e econômico! Um trambolho a menos pra ir pro lixo e vários reais a menos gastos pra aproveitar como der na telha! E claro, aquele orgulho de dizer: “Eu que fiz!” (nesse caso, eu e o marceneiro…) 😉

Ei, logo, logo eu volto, viu? Com mais uma festinha de aniversário que rolou aqui em casa! Claro que vai ter passo a passo também!!!

E boa noite aos que vão se deitar cedo como eu! Fui! 😉

Você também poderá gostar de:

Add a comment...

Your email is never published or shared. Required fields are marked *

POSTS RECENTES

FAVORITOS DE TODOS OS TEMPOS