Um novo ciclo

FilhosHoje é um daqueles dias em que a gente precisa se abrir a mudanças. A partir de amanhã, um novo ciclo se inicia em minha vida. Não tem nada de desconhecido, mas vamos ter que nos adaptar a novas situações. Depois de 7 meses cuidando do ninho, é hora de voltar ao trabalho.

Não sou uma pessoa que sofre, que se desmancha em lágrimas, por se afastar dos filhos enquanto faz outras coisas da vida. Tenho confiança nas pessoas que dividem comigo os cuidados deles. Por outro lado, foi maravilhoso estar super pertinho nesses primeiros 7 meses de vida do nosso pequeno Rafinha.

Ele que já conhecia o calor da minha barriga, agora sabe direitinho como é o meu abraço, o meu cheiro no cangote, a minha bagunça, o sabor da minha comidinha… Provavelmente já começou a perceber que às vezes eu estou cansada, menos paciente…

E eu já sei um bocado dos seus trejeitos! Já sei como é o seu chorinho de sono, já sei que ele gosta de banana, melancia, caqui, laranja, mas não de maçã. Já sei que as maiores gargalhadas são as que ele solta enquanto é atropelado pela bagunça dos irmãos. Sei o quanto amamentar ainda é gostoso para nós dois. E sei também que ele se aconchega menos no meu colo do que no colo da vovó… mas tá tudo bem…

E não tem coisa que me derreta mais nesse baixinho do que o sorriso banguela que ele dá, não só com a boca, mas também com os olhos, quando acorda de manhã.

Para o Pedro e o Caetano, tenho a impressão de que o maior aprendizado que o Rafa trouxe é o de que o amor pode crescer sem medida!

Ainda temos todos um longo caminho pela frente e espero que ele seja de muita parceria e compreensão.

E eu estou animada para voltar ao meu trabalho. Voltar a ver meus pacientes, meus amigos de profissão, meus residentes… Voltar a fazer o que me enche tanto de boas energias – ajudar a curar e aliviar. E aprender. Sempre e bastante!

O tempo vai ficar mais curtinho, o sono vai aumentar, os cafés da manhã vão voltar a ser rápidos, em pé do lado do balcão, mas tenho certeza de que a gente vai dar o nosso jeito. Vamos todos crescer com isso.

Vão fazendo aí as preces, fazfavô, meu povo!!! E simbora dormir que tem menino aqui com febre e a noite promete… É a vida sendo normal, né?…

Você também poderá gostar de:

Add a comment...

Your email is never published or shared. Required fields are marked *

POSTS RECENTES

FAVORITOS DE TODOS OS TEMPOS